Entrevista Jose Braz Matiello

Muitas pessoas ficam indignadas com a erradicação de um cafezal sem saber o motivo de tal manejo. Qual a necessidade de erradicar um cafezal e suas vantagens?

A necessidade de erradicar um cafezal tem origem em uma análise da condição vegetativa e produtiva da lavoura, a idade das plantas, o historico da produtividade do talhão, o espaçamento, a variedade e a localização da lavoura. Estes fatores em conjunto podem indicar se a recuperação compensa. Em muitos casos vai ser indicada a substituição da lavora. E, para substituir é preciso limpar a área e uma das etapas é erradicar o cafezal, visando, em seguida, plantar nova lavoura. Este novo cafezal, rapidamente, começará a produzir, agora com variedades, espaçamentos, alinhamento mais favoráveis á obtenção de bons níveis de produtividade.

Quando não utilizam a lenha para secagem do café, muitos produtores tem um problema com os restos de podas ou cafezais erradicados. Quais os passos de um bom planejamento eles deverão seguir para acabar esse problema?

Para a erradicação existem alternativas, as normais, fazendo primeiro um esqueletamento e, em seguida trinchando os restos, pra depois cortar o tronco grosso, retirar a lenha e arrancar o toco. Um outro sistema, agora viável, seria passar um triturador, em uma única passada, triturando, inclusive, a madeira grossa. Isso é possível acoplando ao trator um equipamento novo que trabalha com facas ao invés de martelos comuns da rincha.

Conte nos um pouco sobre o aproveitamento dos restos vegetais triturados, no que se diz respeito a ciclagem de nutrientes para o café?

O aproveitamento dos restos vegetais do cafezal, ao máximo, deve ser feito, pois eles acumulam grande quantidade de nutrientes, macro e micro, na forma orgânica, portanto em forma lentamente liberada e de bom aproveitamento, pois se encontram. São quantidades elevadas que beneficiarão as culturas seguintes, seja um novo cafezal ou outras culturas, ajudando na parte nutricional, alem de favorecer a parte física e biológica do solo.

Os resíduos triturados, em pequenos pedaços, alem de deixar o solo limpo da ramagem e tronco dos cafeeiros, que impediriam as operações na área, nesse tamanho pequeno, aceleram a decomposição e a liberação dos nutrientes, para o solo e para as plantas,

Falando em evolução da mecanização da agricultura, como você vê as máquinas em métodos de erradicação utilizados atualmente e suas diferentes características?

Vemos que toda evolução na mecanização, visando facilitar os aspectos operacionais e reduzir custos, como uma vantagem, a qual deve sempre ser analisada pelo técnico que assiste e pelo cafeicultor.

Qual a sua opinião referente aos resultados obtidos na trituração de café, usando o TRITUCAP?

Vemos que os sistemas de trituração que empregam facas, promovem boa eficiência na trituração dos resíduos da ramagem dos cafeeiros.

Os comentários estão encerrados.

Open chat
Olá 👋.
Como podemos ajudar?